Senado ganhará espaço para servidor público ciclista

Senado ganhará espaço para servidor público ciclista

O Senado Federal terá o Espaço do Ciclista, local de apoio aos servidores públicos que utilizam a bicicleta como meio de transporte para deslocamento até o trabalho. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União da semana passada e atende a uma antiga demanda dos servidores. Com a intensificação do trânsito na Capital Federal e a falta de vagas na Esplanada dos Ministérios, especialmente nas proximidades do Congresso, muita gente aderiu à bicicleta como meio de locomoção até o trabalho.

A Resolução n° 6/2015 foi aprovada pelo Plenário e promulgada pelo presidente, senador Renan Calheiros (PMDB-AL). A medida é resultado do projeto (PRS 19/2014), apresentado pelo ex-senador Inácio Arruda (PCdoB-CE). O local terá vestiário com chuveiros e armários, além do local para guardar as bicicletas.  Por três anos, servidores da casa participam do evento “De Bike ao Trabalho”. A data é celebrada em todo o mundo para promover o uso rotineiro da bicicleta, incentivando empresas e órgãos do governo a estimular funcionários e cidadãos a aderirem a esse meio de transporte. No Brasil, ocorre toda segunda sexta-feira de maio.

— O Senado, como a maioria das instituições públicas, há muito necessita de um espaço que atenda os ciclistas, pois medida dessa natureza alinha-se à tendência de incentivo ao transporte saudável, não poluente, de baixo custo, inserido na política de mobilidade urbana — defendeu. O relator, senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), recomendou a aprovação do projeto.

Comentário de Jaques Reolon: Excelente iniciativa do Senado Federal. No cenário atual, iniciativas que visem a promoção da sustentabilidade e da preservação ambiental no âmbito do serviço público serão sempre bem-vindas. Falta apenas que Brasília tenha mais ciclovias (e mais seguras também) para que outros órgãos sigam o exemplo e que o trânsito na cidade seja aliviado.

, , , ,
Post anterior
Em entrevista à Veja, Jaques Reolon defende uso da 8.666 para licitações da Petrobras
Próximo post
​Rebaixamento da avaliação da Petrobras pode impactar em toda a economia brasileira, dizem especialistas

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu